Home Canalização? Nossos canalizadores Sobre nós Contact


Home > Português > Matthew Ward — 3 de Fevereiro de 2014

Matthew Ward — 3 de Fevereiro de 2014

A Luz a crescer; assistência extraterrestre em Fukushima; Limpeza da Terra; “manchas” na Lua; Santo Graal; reincarnação: crucificação; consciência colectiva das personagens; posição da alma; personagens de Mateus

1. Com saudações amorosas de todas as almas desta estação, sou Mateus. Aqui, nesta estação, a manifestação de gratidão pela mensagem do "Apóstolo Mateus" foi motivo de comemoração. Respeitamos sempre o direito divino das almas de acreditarem no que desejarem, e ficamos encantados quando a escolha é integrar as verdades expostas. Muito mais do que a nossa garantia repetida de que sabem, a nível de alma, o que é verdadeiro e o que não é, as vossas experiências pessoais são a prova irrefutável de que o conhecimento da vossa alma está a atingir a vossa consciência.

2. Ainda mais do que no ano passado, que foi o primeiro ano de liberdade do manto das trevas, a energia recebida e gerada no planeta durante este ano irá produzir Luz em tal abundância que as almas podem dar um salto em crescimento consciente e espiritual, com efeitos exponênciais em todo o mundo. À medida que a luz aumenta, também acontece o mesmo com os níveis de vibração do reino mineral, vegetal e animal. A consciência de todas as formas do planeta pode expandir-se, e enquanto a ascensão da Terra continua - somente os residentes humanos têm a opção de fluir com essa elevação ou contrariá-la.

3. A divisão sobre as questões mais graves que afectam a vossa sociedade vai continuar até que a luz se torne tão forte que as posições extremas não possam mais impedir medidas construtivas em direcção a uma resolução pacífica. Tanto as discussões racionais que estão a acontecer como as que vão começar podem afundar-se de vez em quando, mas de um modo geral, vão ganhar impulso, e o que designam como "bom senso", que ainda não é comum a todos, irá finalmente surgir em situações que, neste momento, são estáticas ou inconsistentes.

4. Há um grande falatório sobre o medo do terrorismo ligado aos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, e é inútil – como sempre, o medo não só é desnecessário, como também é contraproducente, pois cria negatividade com que a Terra terá que lidar. A Família Universal, nas naves e no solo, está em constante comunicação sobre os "pontos quentes" activos e potenciais, e de acordo com os desejos de Gaia, está autorizada a evitar graves atentados terroristas. Se alguns esforços de pequena escala resultarem em ferimentos ou morte, assim como em todos os outros casos, isso seria uma questão de disposições contratuais das almas envolvidas.

5. Também queremos desanuviar as vossas mentes sobre a situação na central de energia nuclear de Fukushima. A tecnologia a bordo das naves espaciais à volta do planeta, está a diluir a toxicidade radioactiva do solo e da água, e as tripulações diligentes estão a fazer todo o possível para evitar mais danos aos reactores deteriorados. O que está a acontecer nessas instalações é uma razão convincente para acabar com essa fonte de energia em todo o planeta, e podeis ajudar muito a Terra no seu processo de cura, afastando-vos da energia nuclear e dos combustíveis fósseis e avançando em direcção a fontes de energia renováveis e gratuitas.

6. Tempestades incomuns, recordes de altas e baixas temperaturas, inundações, secas, incêndios florestais, terramotos e erupções vulcânicas fazem parte da limpeza interior da Terra, da superfície e da atmosfera, e estão a conduzir a um clima moderado a nível global.

7. Também fomos convidados a comentar duas grandes manchas sobre a Lua. Na verdade, nada disso está naLuna’ - são imagens da sombra de navios de grande porte, que podem desaparecer e reaparecer para mostrar a sua mobilidade. Para convencer os povos da Terra de que, não só há outras civilizações que estão por perto, mas que estão lá para fins pacíficos, eles devem ser um processo de orientação para prevenir o medo e o choque psíquico da população.

8. Então agora, referimos a mensagem do mês passado, que suscitou muito mais perguntas e respostas do que qualquer outra mensagem durante os dez anos em que têm estado disponíveis, sendo agora apropriado falar só a título individual. Em primeiro lugar, agradeço-vos em nome de minha mãe - pois foi a primeira vez que os leitores lhe enviaram apenas reacções positivas, nem sequer um foi mesquinho. Estou ansioso para começar a abordar as perguntas, porque as respostas vão oferecer uma grande quantidade de conhecimento sobre as vossas vidas e sobre a vida neste Universo. Muitos de vós fizeram perguntas sobre a minha vida bíblica ou temas relacionados com ela que, como podem ver, pertencem a todos, por isso algumas serão incluídas aqui e o resto será respondido na próxima mensagem.

9. Se não houve a Última Ceia, o que é o Santo Graal? A história da última ceia inspirou as pessoas a procurar o cálice que tinha contido o sangue de Jesus, um objecto considerado como o mais sagrado e com o maior poder de qualquer coisa na Terra. Nunca houve qualquer objecto, mas na verdade há algo sagrado, que é mais poderoso do que qualquer outra coisa na Terra - o Santo Graal é a alma. Nada no Universo é mais poderoso do que a energia do amor/luz das almas!

10. Eu nunca acreditei que Jesus iria regressar como sendo a mesma pessoa que era há 2000 anos atrás, mas será que Ele já tornou a encarnar na Terra? Não, mas a essência de amor-luz de Jesus está sempre na Terra e em toda a parte neste Universo.

11. Devido ao continuum intemporal, onde várias vidas multidimensionais estão a acontecer simultaneamente e tudo afecta tudo, conceito nebuloso quase impossível de entender, a reencarnação é o mais próximo que os mensageiros da luz poderiam descrever como um processo que se encaixa no vosso tempo linear. Mas, digamos, não é que Albert Einstein reencarne como sendo esta ou aquela pessoa, e vou fazer o meu melhor para explicar a realidade.

12.Cada uma das inúmeras almas em todo o Cosmos é um ser eterno, único, independente, inviolável e ao mesmo tempo, está energeticamente interligada a todas as outras. O Início de cada alma foi o instante em que o Criador irradiou o Seu próprio amor-luz - o "big bang" e tudo o que existe é co-criado por almas usando a energia do Criador para colocar as idéias delas em movimento e em forma.

13. Digamos que a alma A quer encarnar pela primeira vez. Após ter colocado as suas ideias num contracto de alma, entra num acordo – a que chamamos acordo pré-natal – com outras almas que querem partilhar essa vida. De seguida, projecta e co-cria um corpo para a sua personagem, correspondente ao que quer experimentar como um ser mortal. Em consequência disso, a alma A torna-se uma alma cumulativa, enquanto persiste o seu Eu único e eterno, e ela partilha todo o seu conhecimento com a alma da nova personagem. O termo cumulativo aplica-se à Alma A, porque ela iniciou a vida física de uma outra alma, mas como vereis, isso é o início da experiência cumulativa.

14. Chamemos esta primeira personagem Alma B. Todas as características atribuídas pela alma A e todas as experiências dessa existência – inteligência, talentos, forma e traços corporais, personalidade, ideias, relacionamentos, costumes, projectos, realizações, decepções, mágoas, alegrias, dúvidas, fracassos, interesses, receios – são acrescentados ao “banco de dados” da Alma A, à medida que a alma B vive cada experiência, e tudo é conservado pela Alma B quando o seu corpo morre.

15. Quando a Alma A quer embarcar numa forma diferente de vida física, atravessa o mesmo processo; então ela já não tem apenas o seu conhecimento original, mas também a experiência de vida da Alma B, para partilhar com a sua segunda personagem. Quando a Alma B quer pôr em prática as suas próprias ideias, faz um contrato de alma e assim sucessivamente. Tal como a Alma A, ela permanece como uma alma-ser única, partilhando os seus conhecimentos, quer os originados na sua experiência pessoal, quer aqueles de que foi dotada pela Alma A, com a alma da sua primeira personagem.

16. A Alma A e a Alma B continuam a crescer em experiência, conhecimento e sensatez com cada uma das suas personagens, cada uma das quais é uma alma única, independente, eterna e inviolável; e o conjunto é um campo de força de vidas diversas e interconectadas, a crescer com novas personagens, onde quer que estejam no universo. As almas escolhem as cláusulas contratuais de modo a preencher lacunas ou a fortalecer certas áreas das experiências cumulativas, a fim de equilibrar todas as existências; deste modo, uma reserva de consciência em expansão contínua está disponível para todas as almas desta linhagem.

17. A evolução acontece à medida que as personagens penetram conscientemente no interior dessa reserva: não é portanto uma nova aprendizagem, mas antes um processo de auto-descoberta, um relembrar o que já se sabia ao nível da alma desde O Início. E, tal como estais a viver neste momento, o mesmo se passa com todos os seres em quem pensam relativamente às vossas vidas passadas ou futuras – vós e todas essas outras almas únicas vivem no AGORA do tempo contínuo (continuum).

18. A partir das minhas existências em civilizações de terceira dimensão, sei quão difícil é tentar perceber algo para o qual não há um quadro de referência consciente, e a minha explicação pode ter acrescentado mais confusão que clareza acerca das múltiplas vidas multidimensionais. Portanto, por favor saibam que tudo o que descrevi acontece simples e divinamente, como um dia verão por vós próprios – mais uma vez!

19. Se a Crucificação e a Ressurreição não aconteceram, de que natureza foi o encontro com Jesus, que levou os seus seguidores a disseminar os seus ensinamentos sem medo e com entusiasmo? Só posso falar com certeza absoluta sobre mim mesmo. Nunca o medo esteve incluído, mas na verdade o entusiasmo devia-se a eu saber, no fundo do meu coração, que Jesus sempre dizia a verdade e o fazia cheio de carinho; e tal como mencionei na minha última mensagem, tive bastantes oportunidades de falar às pessoas sobre os seus ensinamentos. Contudo, daquilo que aprendi – relembrei – desde a minha vida durante a época bíblica, a implacável ênfase da Igreja Católica na sua versão da vida, morte e ressurreição de Jesus, é a razão pela qual o Cristianismo se espalhou por toda a parte.

20. Podem explicar por que é que certos canais afirmam que a crucificação aconteceu e outros dizem que não? Posso propor possíveis razões para a discrepância, e uma delas é que uma crucificação teve lugar num mundo paralelo. As pessoas colocam energia nas direcções que levam em consideração, e quando chegam ao ponto de ter que decidir, as consciências seguem a direcção escolhida. Mas a potente energia investida no caminho não tomado já não pode ser parada – ela continua a fluir na sua direcção e, ao longo do caminho, manifesta situações lógicas de acordo com o que essas pessoas tinham contemplado antes da tomada de decisão.

21. No caso da Crucificação, ao mesmo tempo que os seguidores de Jesus não paravam de aumentar, os chefes de estado e da igreja (do império romano – NT) ficavam cada vez mais preocupados pelos ensinamentos de Jesus, que ameaçavam o domínio que tinham sobre a população. Alguns desses chefes preferiram ordenar a saída de Jesus do país, em vez de correrem o risco de fazer dele um mártir, condenando-o à morte, mas outros queriam matá-lo. Assim, a energia foi enviada nos dois sentidos, e a energia centrada na crucificação teve esse resultado num mundo paralelo. Uma vez que esses mundos existem no continuum,simplesmente como mundos onde se produzem eventos conhecidos e onde não há denominações para os distinguir um do outro, algumas fontes de transmissão da informação podem relatar eventos de um mundo paralelo.

22. Uma outra possibilidade é que um holograma da crucificação e da ressurreição, talvez concebido por Jesus e Maria ou por outros dos seus próximos, tenha sido exibido na Terra. Essa forma cruel de punição satisfazia a sede de sangue de muitos que viviam na Terra nessa época, e a ressurreição deu esperança aos que tinham sede de alívio para a dureza da vida.

23. Há ainda uma outra possibilidade, que tem a ver com o poder da mente. Se os canais - receptores é o termo mais exacto, já que todos vós sois canais de energia – acreditam firmemente que a crucificação e a ressurreição aconteceram, as suas crenças podem ultrapassar a informação nas transmissões que recebem. O poder da mente afecta todas as circunstâncias na vida de cada um – aquilo em que uma pessoa crê é a sua realidade, não importa quão longe esteja dos factos.

24. Disse que, quando era Mateus, o Apóstolo, não soube conscientemente as outras coisas sobre as quais escreveu nessa mensagem. Porquê? E como é que as descobriu?

Comparemos o que eu sabia conscientemente nessa vida com todas as lembranças do nosso banco de memória – se todas essas lembranças inundassem a mente em simultâneo, isso seria esmagador. Seria a mesma coisa que se o conhecimento combinado de todas as minhas personagens tivesse então inundado a minha consciência.

25. Eu – nós – temos uma “biblioteca de referência crescente”, como se poderia dizer, onde toda a informação está disponível sempre que se optar por ir lá. O exercício dessa opção é a auto-descoberta que mencionei,relembrando o que a alma sabe, e como cada descoberta chega com um sentido tão poderoso de “precisão”, sem a mínima sombra de dúvida, sabemos, com todo o nosso ser, que é indiscutivelmente verdade.

26. Embora seja a mesma coisa com cada pessoa – ao nível da alma, cada um tem plena consciência desde O Início – a lembrança torna-se mais fácil para os povos de civilizações avançadas e nos mundos espirituais, onde os corpos não são obstruídos pela densidade das vibrações mais baixas. Especialmente numa civilização com uma consciência da terceira dimensão, a densidade do corpo bloqueia a consciência do que a alma sabe.

27. Fala pelas almas dessa estação, pois são as suas personagens?

Entre os muitos milhões de almas que estão aqui, algumas são personagens minhas, mas a maioria não são. A nossa ligação a esta estação tem a ver com o nosso estado evolutivo. Há alguns anos falei sobre isso numa mensagem.

28. “Estação” , no sentido em que utilizamos esse termo, não é relativa a nenhum “lugar” específico ou civilização, mas antes ao nível de crescimento espiritual atingido por uma alma, independentemente da sua origem universal ou do número de existências que experimentou. Quando falo de “almas nesta estação” refiro-me a um grupo cuja clareza espiritual evoluiu em sintonia com o amor incondicional e com a consciência da Unidade de Tudo. Poderia ser chamado “mente de grupo” ou “alma colectiva”, devido à iluminação partilhada; mas num sentido mais alargado, é uma fusão de inúmeras almas com as suas várias personagens numa única “alma superior”. [January 19/20, 2009]

29. “Nomeação” pode não ser o termo adequado para definir como se tornou o porta-voz das outras almas que estão consigo, mas como chegou a essa posição? Se outra alma fosse porta-voz, as informações trnsmitidas por ela seriam exactamente as mesmas que as suas?

“Escolha” é mais correcto que “nomeação”, e não é votando em “candidatos” mas antes, através de umpensamento unânime, que certas almas específicas podem exprimir melhor certos aspectos do conhecimento do grupo.

30. Não sou o único que fala por todos nós. É apenas para a minha mãe que transmito mensagens para este grupo, mas outros enviam informação aos seus respectivos receptores. Só existe a verdade a este nível, portanto nunca há desacordo a respeito do que algum de nós transmite; contudo, não enviamos exactamente a mesma informação. É uma questão de diferenças na nossa experiência colectiva. Por exemplo, muitas das personagens de Kryon têm uma vasta competência científica universal, que muitas outras personagens das almas, incluindo a minha, têm em menor grau. Outro factor é o vocabulário dos nossos receptores. A minha mãe não tem instrução no domínio científico, portanto desconhece as palavras de que eu precisaria para falar sobre assuntos dessa natureza.

31. Outras das almas que estão agora consigo conheceram-no quando foi Mateus, o Apóstolo, ou não conhecem as personagens uns dos outros?

Conhecemos as personagens de cada alma que são bem conhecidas na escala universal, e que são relativamente poucas. Colectivamente, as nossas personagens são tão numerosas que nem podem imaginar, sob muitas formas e aparências, incluindo as de animais, o que, ao nível da vossa mente consciente é igualmente inimaginável.

32. Algumas destas almas tiveram personagens que viveram nesta época da vossa História, mas ter-me-iam conhecido apenas, se as nossas vidas estivessem estreitamente ligadas. A minha inestimável amizade com Jesus e a minha satisfatória experiência como professor, tornaram a minha vida como Mateus (apóstolo, NT) muito gratificante, mas no contexto do número incalculável de vidas neste Universo, não foi nada de extraordinário. Essa vida tornou-se conhecida na Terra séculos mais tarde, quando foi exageradamente amplificada devido às anotações no meu diário que levaram a “Mateus, o Apóstolo”.

33. Contudo, agora as almas que estão aqui e as suas personagens podem conhecer essa existência por causa da minha mensagem – a informação transmitida por qualquer um de nós torna-se parte do nosso conhecimento de grupo, juntando-se à reserva que é acessível a todos nas nossas linhagens. Mas isso não quer dizer que a vida de Mateus em si mesma tenha maior significado que antes – o significado é que averdade está agora disponível, e não somente o que está na Bíblia. O efeito é o mesmo quando a verdade emerge sobre quaisquer almas cujas vidas tenham sido deturpadas, ou que foram injustamente difamadas, e também aquelas cujos actos maldosos são revelados.

34. Falar-vos um pouco sobre as minhas outras personagens, para além do “bíblico” Mateus, responderá a numerosas outras perguntas dos leitores. Não, a combinação de todas as minhas vidas não me capacita para, em consciência ou ao nível da alma, conhecer cada evento e cada pessoa na Terra, ou tudo no vosso mundo futuro. Tal como outras almas aqui, vejo “o grande quadro”, mas nenhum de nós conhece cada detalhe sobre as circunstâncias de cada vida aí. Apenas Deus sabe, porque Ele é todas essas almas, e o Seu conhecimento cresce continuamente com cada uma das ilimitadas e numerosas mudanças a acontecer constantemente.

35. Apesar disso, temos fontes de informação a juntar às nossas existências, e Deus é uma delas. Observamos a força do impulso da actividade no campo do potencial da energia terrestre; comunicamos com seres no Nirvana que observam o planeta, almas em outras estações como esta, e membros de civilizações avançadas; e podemos explorar a consciência colectiva da Terra e a consciência de massa do Universo.

36. Agora, sendo a primeira personagem do Arcanjo Miguel neste Universo, fui “equipado”, como poderiam dizer, para nascer numa civilização espiritualmente evoluída, e a que foi escolhida para mim vive num requintado mundo aquático, na extremidade da Via Láctea que está mais distante de vós. Um certo número das minhas personagens viveram na Terra, durante os passados 100.000 anos do vosso tempo, mas todas as vidas precedentes e muitas durantes estes milénios foram em Sírio, nas Pléiades, em outros locais desta e de outras galáxias.

37. Viver na antiguidade permitiu-me vislumbrar etapas de formação da Terra paradisíaca, conhecida então como Terra ou Shan, bem como observar o stress de Gaia durante os tempos infinitos em que o seu corpo planetário girava em espiral desde as suas origens na quinta dimensão até finalmente ter mergulhado profundamente na terceira. Vi os efeitos progressivos de civilizações mais fortes alterando o ADN de outras mais fracas reduzindo-o apenas a dois filamentos. E vi antigas populações da Terra perderem oportunidades de alinhamento astral para ascenderem acima da terceira dimensão. Algumas das minhas personagens viveram no planeta durante essas eras longas e sombrias, e uma estava lá quando toda a vida foi perdida, para que Gaia libertasse o seu corpo da negatividade, de modo a não perecer. Tenho conhecimento dessas eras, não apenas a partir dos estreitos pontos de vista das minhas personagens, mas porque essa informação está na consciência de massa universal. Vocês têm a mesma informação a nível da alma, e provavelmente ela inclui algumas, talvez muitas das vossas existências.

38. Sendo um dos arquitectos do Conselho Superior Universal para o plano director da Idade de Ouro da Terra, pude dar-vos informação em primeira mão sobre o mesmo e pude também dizer-vos que, devido a certas almas renegarem o seu acordo de se juntar às forças da Luz, o progresso da vossa sociedade sofreu um atraso de uma década. O Conselho conhece a alma que foi escolhida por Gaia para vir à Terra e encarnar como Barack Obama, e porque o temos observado durante estes anos, sabemos que ele tem sido firme na sua dedicação ao serviço da Luz e conhecemos os seus poderosos adversários, dentro e fora do governo.

39. Algumas das minhas personagens em posições de influência, dirigindo federações que ajudaram certas civilizações a erguer-se das trevas, realizaram objectivos admiráveis; outras ficaram aquém do esperado. Algumas personagens foram artesãos, legisladores, conselheiros, médicos, agricultores, administradores, músicos, comerciantes, professores, ou viajantes comerciais com vários graus de realizações significativas. Outras estiveram em frotas de reconhecimento, e os poucos que foram guerreiros tiveram depois necessidade de vidas tranquilas, incluindo algumas com deficiências mentais pesadas, que permitissem recuperar de um psiquismo cumulativo. Experimentei vidas de saúde e de grande longevidade, vidas felizes com famílias amadas, amigos leais, empreendimentos de sucesso e prosperidade, assim como vidas curtas, prisão, empobrecimento, doença, traição, fracasso, solidão e isolamento. Em resumo, uma grande variedade de experiências durante longo, muito longo tempo, tal como vós. Como posso saber disso? Porque estais a ler esta mensagem. Estais a seguir a vossa intuição na procura da iluminação espiritual e da auto-descoberta.

40. Cada personagem é valorizada igualmente pelas almas cumulativas, que não avaliam nenhuma dessas personagens pela riqueza, pelo poder ou pela celebridade, mas sim, pela maneira como as escolhas de livre arbítrio dessas mesmas personagens aderiram intimamente às escolhas feitas no contracto de alma. Independentemente de onde as personagens possam estar neste Universo, os seus contractos são concebidos para equilibrar a experiência cumulativa, pois o objectivo de todas as almas é atingir as vibrações mais altas através do equilíbrio. Todos nós nesta estação somos como vós e qualquer outra alma – todos estamos nos nossos respectivos caminhos, dirigindo-nos ao nosso destino comum, a reintegração em Deus; e Ele disse que só quando isso acontecer é que Ele saberá o que vem a seguir.

O nosso amor e admiração incondicional pelo vosso serviço de Luz à Terra e às almas, está sempre convosco enquanto prosseguem a vossa viagem.

______________________________________

AMOR e PAZ

Suzanne Ward
Website: The Matthew Books
Email: suzy@matthewbooks.com
Tradução: Maria Luisa de Vasconcellos (luisavasconcellos2012@gmail.com), Maria Alpinda




À venda na FNAC

http://www.fnac.pt/Matthew-Fala-me-do-Paraiso-na-Terra-Oferta-Exclusiva-Suzanne-Ward/a605398?PID=5&Mn=-1&Ra=-1&To=0&Nu=1&Fr=0

E em todas as grandes superfícies.


Aos Leitores de Língua Portuguesa.
Procuramos continuamente ajuda para o nosso trabalho, portanto, se dominar bem a postagem de mensagens em blogs. não hesite em contactar-nos no seguinte endereço: luisavasconcellos2012@gmail.com Obrigada!



Vizualização Mundial - Por favor Juntem-se a Nós!




Share |


Gostaria de apoiar o nosso trabalho de luz?



Galactic Channelings

Create Your Badge