Home Canalização? Nossos canalizadores Sobre nós Contact


Home > Português > Matthew Ward - November 19, 2009

November 19, 2009

A energia da antecipação; o programa da divulgação na TV, as bases; “V” – a série televisiva e “2012” - o filme e outras tácticas de medo; doença na Ucrânia, o poder do amor; a essência divina da alma; os corpos das crianças da 3ª para a 4ª densidade; intuição, pensamentos; desafios da dualidade; contracto da alma, acordos de pré-nascimento

1. Este é Mateus, enviando saudações amorosas de todas as almas desta estação, a fim de partilhar convosco as nossas observações. Neste momento, “expectativa” deve ser a melhor palavra para descrever os sentimentos colectivos das almas iluminadas – não pertencendo exclusivamente ao anúncio da presença da nossa família universal, mas é para onde uma grande quantidade de energia está a ser dirigida. Alguns de vós estão a esperar calmamente, se bem que com uma certeza cheia de expectativa; outros que sentem entusiasmo também têm uma larga medida de impaciência de “vamos pôr o espectáculo na estrada;” e, em alguns de vós, a energia da ansiedade está escurecida pela dúvida de “mostrem-me”. Depois há a maioria das pessoas, dos que não têm qualquer ideia de que o reconhecimento oficial de outras civilizações, está iminente.

2. Hatonn concordou em falar sobre o que está a acontecer pró trás do cenário que diz respeito ao anúncio público, e nós transferimos este fórum para ele.

3. HATONN: Obrigado, Matthew, meu amigo. Na qualidade de comandante da armada intergaláctica e director da comunicação multidimensional, sou conhecedor dos preparativos de um programa de televisão a ser emitido para todo o globo, que irá apresentar a evidência das civilizações extra terrestres.

4. O reconhecimento oficial não pode ser atrasado durante mais tempo, porque muito tem de ser cumprido durante esta fase de actividade universal. É essencial reparar o grande estrago que foi feito à Terra, para ela tornar a ganhar a sua saúde e restaurar o bem-estar dos seus habitantes, e não há tempo a perder. Estamos aqui a pedido da Terra, e com a autorização de Deus, porque temos a capacidade e o desejo de vos ajudar, mas os vossos representantes são responsáveis pela tomada de decisões, porque esse é o vosso mundo.

5. O programa que vai anunciar a nossa presença é uma tarefa complexa. O número de pessoas que estão à nossa espera e que nos irão saudar de coração, é muito pequeno, e o programa está a ser elaborado para multidões. Tem de ser apresentado sem criar medo ou uma reacção violenta imprópria. Há uma oposição formidável a qualquer reconhecimento da nossa existência, e a segurança de todas as pessoas envolvidas no programa tem uma importância prioritária. Quando digo “segurança,” também quero significar segurança emocional de todas as testemunhas e de outros participantes, e das suas famílias, não apenas a sua segurança física – temos isso bem em conta.

6. O programa não pode ser apenas clips de filmes de avistamentos de naves espaciais. Em algumas áreas são tão numerosos, que isso seria ho-hum, eles estão de volta. Tem de haver evidência sólida sobre a nossa presença e é aí que chegam os relatos pessoais. Testemunhar perante um júri que obriga solenemente as testemunhas a manter segredo é muito diferente de que o mundo conheça as suas identidades, e o mesmo acontece com as pessoas que estiveram a trabalhar connosco ou que, pelo menos, sabem porque é que estamos aqui. Alguns foram excluídos socialmente das suas profissões, ou declarados fantasiosos ou loucos. Em alguns casos, as famílias foram ameaçadas e os indivíduos assassinados por facções que não querem que vocês saibam que existimos, especialmente, não precisamente aqui, convosco. Os que estão encarregados do programa querem que, todos os que desejam falar sobre as suas experiências pessoais, se sintam emocionalmente seguros, ao fazê-lo.

7. É uma acção internacional, e é importante que haja um acordo entre os governos envolvidos. Tiverem de ser tomadas decisões de extrema importância, mas alguns detalhes ainda estão a ser discutidos. Alguns dos vossos representantes são a favor de manter o programa inicial breve, e libertar a informação por etapas, para que as pessoas não fiquem afectadas. Propõem uma afirmação breve de que muitas naves avistadas nos anos precedentes são de outras civilizações, que não há razão para pensar que haja uma intenção de fazer mal, e que mais informações se irão seguir, consoante estão compiladas. Outros querem que o programa responda a todas as perguntas lógicas, e alguns dos nossos representantes digam como é que têm estado a ajudar o planeta, através do que chamais, limpeza ou mudança. Alguns pensam que irá ser assustador ver-nos tal como somo nas terras onde nascemos – nem todos nós somos parecidos convosco. Alguns pensam incluir uma cobertura, ao vivo. de uma nave principal a surgir, que isso seria uma boa ideia, outros pensam que seria mais ameaçador do que capaz de restabelecer a confiança.

8. Está a ser debatido que espécie de informação deverá ser apresentada no programa, e que quantidade da mesma se deverá revelar, para não causar uma sobrecarga emocional e mental. Será de ajuda ou será destruidor, explicar que a Terra se está a deslocar, intencionalmente, para fora da sua órbita habitual e necessita da ajuda dos que estão no planeta e fora dele? Isso acarretará ter de explicar que a Terra é uma alma? Quanto é que se pode divulgar das nossas tecnologias sem alarmar as pessoas sobre a maneira de como iremos usá-las? Será tolice ou será reconfortante dizer que a nossa presença evitou que outras civilizações tentassem invadir a Terra? Até que ponto todo o material encoberto deve ser divulgado? E como admitir que os vossos governos recusaram as nossas ofertas de tecnologia em troca de acabar com o desenvolvimento do armamento e guerras que vos podiam aniquilar a todos? Como é que iria afectar a vossa população, saber que, quer os seres da Luz quer os das trevas, de outras civilizações, têm vivido entre vós? O programa deve incluir relatos de experiências pessoais de abduções, quer positivas quer negativas? E o que dizer sobre os “pequenos cinzentos” que têm vivido durante muitos anos nas cidades subterrâneas? Que mistura de oradores científicos, políticos e religiosos deve estar presente no programa?

9.Há opiniões divergentes sobre quando deverá ser emitido. O governo dos Estados Unidos, o que mais insistiu em negar a nossa existência, agora é a favor da divulgação máxima, com a maior rapidez possível. Alguns dos vossos representantes desejam mais votações e entrevistas sobre a estratégia para determinar quanta informação o vosso mundo está apto a receber. Alguns, em ambos os campos, querem que seja dito, pessoalmente, a todos os chefes nacionais, o que será relatado no programa antes de ir para o ar, e outros pensam que enviar apenas um esboço é cortesia diplomática suficiente.

10. Este processo vital de tomada de decisões, que começou, lentamente, há um ano, alcançou um ponto que, dentro de um par de meses, no exterior, este programa de “acordar a Terra” estará no ar. Os políticos e pessoas influentes com integridade, sabedoria e convicção espiritual, não irão vacilar perante as ameaças, “luvas,” e mesmo tentativas de assassínio dos que se opõem a eles. Podeis chamar-lhes Illuminati ou a Élite, a cabala, o Novo Governo Mundial ou o Governo Secreto, a Nova Ordem Mundial ou as trevas - é tudo o mesmo. São os grupos diversos que estão a trabalhar sob a pesada influência das trevas, esse vasto campo de forças de pensamentos formas negativos. Isso é demasiado esotérico para ser discutido no programa, mas a verdade integral sobre este Universo, vasto e povoado, será revelada à medida que a Terra progredir para os planos de energia mais altos.

Penso que isto abrange tudo. Obrigado, Matthew.

11. MATEUS: Obrigada, Hatonn. Aqui é o lugar certo para responder a perguntas atempadas como: Será que a prova da vida extra terrestre irá facilitar que toda a Humanidade acorde espiritualmente para a Unidade de Tudo com Deus? Por mais que desejemos isso para todos os povos da Terra, devemos dizer que isso não será assim. A prova da vida inteligente para lá da Terra não irá implicar automaticamente, que seja clareza espiritual para uma civilização de terceira densidade, e a maioria da população do vosso mundo, ainda está nesse nível. De muitas outras verdades escondidas há muito, e que irão ser reveladas, a mais difícil de ser aceite por muitos, é a origem e propósito das religiões, e haverá uma forte resistência em aceitar esta verdade, por mais sólida que seja a evidência. Não haverá clareza espiritual ou crescimento da alma, enquanto não compreendam que esses indivíduos gananciosos e sedentos de poder elaboraram os dogmas religiosos para controlar e dividir as massas, para tornar Deus num ser supremo medonho, cujas leis teriam de ser obedecidas e que esses mesmos indivíduos elaboraram essas leis para proveito próprio, e que muita da informação dada pelos verdadeiros mensageiros de Deus foi distorcida ou omitida dos livros religiosos.

12. Hatonn falou da oposição formidável à compreensão da existência da vida extra terrestre. Isso inclui criar medo sobre os motivos das outras civilizações, e as trevas têm feito isso através de outras vias. Embora possa parecer um espectáculo televisivo, a série “V” foi planeada estrategicamente depois das discussões iniciais, há cerca de um ano, sobre o reconhecimento oficial de outras civilizações, e produzir essa série mostra, precisamente, outra maneira de como têm plantado as sementes do medo através das eras. Aplica-se a mesma verdade para o filme “2012”, elaborado para provocar pensamentos de medo de que o mundo, realmente, termine como muitas religiões fundamentalistas estão à espera. Com o “entretimento lúdico” a alimentar e a renovar o medo dos extra terrestres, para não mencionar muitas outras formas de entretimento popular baseadas na violência, podeis ver porque é que todos os aspectos do anúncio do programa têm de ser cuidadosamente considerados.

13. O medo é a arma mais poderosa das trevas contra a Luz, porque a energia do medo não só forma uma barreira entre a consciência e a alma, como também induz as trevas a mantê-lo a crescer vigorosamente. Outro meio para alcançar esse objectivo duplo, como também para reduzir a população mundial, foi desenvolver várias estirpes de vírus da “gripe.” Uma parte importante desse esquema diabólico para criar pragas, que durante a vossa História criou medo maciço e taxas elevadas de mortalidade, foi o condicionamento dos povos da Terra a respeito da morte, como o medo derradeiro.

14. A doença misteriosa que está assolar a Ucrânia, e a espalhar-se para além fronteiras, é a continuação da guerra biológica das trevas. Depois de terem falhado a produção de medo intencional e uma taxa elevada de mortalidade através dos vírus do SARS, da gripe das aves, e da gripe suína/H1N1, que foram neutralizados pela vossa família do espaço, os que estão inclinados para as trevas desenvolveram uma combinação de estirpes de vírus que não pode ser destruída com o mesmo grau de eficiência como aconteceu com as três séries de vírus tóxicos, elaboradas em laboratório.

15. A intentona de pandemia e a taxa elevada de mortalidade não irão acontecer, mas nem todos os que ficarem doentes irão recuperar. Enquanto algumas almas estão a morrer, de acordo com a longevidade que faz parte dos seus acordos de pré-nascimento, outras estão a partir antes da finalização do contrato. Essas almas irão achar mais fácil finalizar no Nirvana as suas lições karmicas da terceira densidade, do que na vida física, porque toda a aprendizagem – não é aprender informação nova, é recordar o que sabeis a nível de alma – é facilitada pela energia do amor do mundo espiritual da Terra. Isso é verdade para todas as almas que partiram ou que irão partir, antes da finalização do contrato, ou cujo pedido de correcção dos termos originais, foi ou irá ser honrado.

16. Outro medo espalhado é a falta de bens essências para sustentar a vida – ar puro, alimentação e água – e as trevas têm sido incansáveis nos seus esforços para poluir os elementos naturais da Terra como também para negar as condições mínimas de subsistência aos biliões dos seus residentes. As trevas controlaram os povos da Terra, durante eras prolongadas, através da instilação do medo devido ao condicionamento mental e à elaboração de circunstâncias que engendraram o medo, a doença, o sofrimento e a morte.

17. Quero referir a minha afirmação, numa mensagem anterior, através da qual vários leitores interpretaram como se eu tivesse dito que os alimentos geneticamente modificados não eram prejudiciais. Não, não disse isso. Referi-me a esses alimentos e às sementeiras de uma estação como sendo exemplos das muitas maneiras que as trevas concebem para causar um impacto adverso nas vossas vidas e manter o medo a florescer. Mãe, por favor copia a parte a que me estou a referir.

“Outra informação a circular, que também é elaborada para criar medo. Por exemplo; os grãos, os frutos e os vegetais produzidos por enxertia têm sido produzidos, durante décadas, sem efeitos adversos para a saúde, por isso, de que fonte vem a ideia de que “os alimentos geneticamente modificados” são prejudiciais? A produção mais recente de sementes que não podem produzir colheitas futuras é outro assunto – como outras inovações elaboradas pelas trevas, também terão vida curta. O tempo está a ficar escasso para toda e qualquer coisa elaborada pelas trevas!”

18. Obrigado. Vejo agora, em retrospectiva, que as minhas palavras não indicavam claramente que os alimentos modificados geneticamente e as sementes incapazes de se reproduzir são originadas pelas trevas para criar medo, mas como a minha mãe compreendeu o significado, nenhum de nós tomou conhecimento que devia ser exposto de um modo mais claro. Devo repetir o excerto da última frase, que não apresenta qualquer ambiguidade: O tempo está a tornar-se escasso para toda e qualquer coisa originada pelas trevas!

20. Aquilo que as trevas não consideraram foi o vosso acordar e reclamar os vossos poderes divinos, que vos livram do controlo delas. Esse triunfo para vós é a ruína delas, mas mesmo com toda a evidência de que o seu fim é inevitável, os fantoches das forças das trevas não aceitam a derrota enquanto conseguirem provocar o medo e o pânico. Sabemos que muitas almas iluminadas ponderam como podem servir melhor a Luz. Dizemos, mantenham a vossa Luz com firmeza e enviem raios de amor incondicional para toda a Terra – a energia do amor, que é a mesma energia da luz expressada de modo diferente, é muito mais poderosa do que a energia do medo!

20. Compreendemos que, quando vedes o vosso mundo em tumulto e tantos a suportarem dor, fome, doença e pobreza – e isso é o foco das noticias – é difícil ver sempre amor, beleza e bondade, que cada vez prevalecem mais no vosso mundo. Estão sempre a envolver-vos com abundância, muito disso não é visto pelos vossos olhos, mas está muito perto de vós em espírito. Quando os cabeçalhos são demasiado intoleráveis para vós, visualizem o mundo de paz e de amor que sabeis que vos espera durante o vosso tempo e já se está a manifestar no tempo universal. Permitam que sentimentos de alegria e amor fluam para dentro e para fora do vosso coração – o amor é inestimável na capacidade que tem de vos erguer e a todos os que vos rodeiam, e esta energia é tão poderosa que irradia, alcançando terras distantes.

21. Mesmo assim, nem todos escolheram abraçar esta energia porque isso pressupõe abrir as mentes a muitas verdades, e a principal dentre elas, é a Unidade de Tudo, a não separação de todas as almas com Deus e com o Criador. Por favor, não fiquem tristes se as pessoas muito queridas por vós não “vêm a Luz” e, por favor, não sintam que é da vossa responsabilidade forçá-las a isso. Cada um irá acordar a seu tempo – se não for nesta vida, então será noutra vida, com as mesmas oportunidades de crescer espiritualmente. Seja qual for a estação em que estejam, vós e as almas que amais, os laços de amor eterno unem-vos para sempre – a vida é eterna, a alma é imortal!

22. Se tiver dificuldade de ver, a mim mesmo ou a outro, como sendo divino, isso irá reduzir as oportunidades de ascender com a Terra? Todo aquele cuja identidade própria se baseia na percepção de uma aparência “divina” está olhar para fora em vez de ter conhecimento interno. De acordo com o género que cada um de vós escolhe encarnar, nesta vida, sois designados como deuses ou deusas, mas esta diferenciação não é importante – sabendo que cada um de vós é uma parte do Deus que É (EXISTE)! Deus é andrógino, o equilíbrio das energias masculinas e femininas, e essas energias não têm nada a ver com o género, mas sim com a essência da alma.

23. Pode ser de ajuda e tem a mesma precisão, pensar na Humanidade como essa essência em vez de deuses e deusas individuais, que apenas significa a escolha do género da alma, durante a vida presente. Porque isto pode dar origem a perguntas sobre pessoas transsexuais, repito que é a essência que constitui uma alma – não a forma e as características, ou a sexualidade, ou o género. Tudo no nosso Universo está interligado eternamente e é inseparável de Deus, ou seja qual for o nome pelo O que designais, e cada alma faz parte dessa Unidade. Saber isto, e sentir isto, é uma parte do crescimento espiritual que permite ascender para as densidades mais altas.

24. Os bebés e as crianças fazem a viagem da Ascensão com a Terra? A não ser que essas almas escolham ter encarnações muito curtas para benefício delas e de outros, devido aos contratos de pré-nascimento, sim, realmente irão com a Terra.

25. Que mudanças físicas irão sofrer as crianças ao mudar para corpos da 4ª D? Algumas almas que chegaram recentemente, vieram em corpos com estrutura celular cristalina, e os que não tiverem essa estrutura irão suportar menos incomodidades físicas e sintomas emocionais, do que os adultos, cujos corpos estão a mudar de uma base de estrutura celular de carbono para uma estrutura celular cristalina. Parte do ajustamento dos adultos é o desenraizamento e o descartar dos padrões de pensamento que formam os seus sistemas de crenças e padrões de comportamento sobrecarregados pela memória celular. Simplesmente as crianças não viveram tanto tempo para serem doutrinadas pesadamente, e respondem mais depressa, e positivamente, do que a maioria dos adultos, às vibrações mais altas. Muitas almas que encarnaram nos anos mais recentes, sabem, a nível consciente, da sua ligação com Deus e estão cientes dos seus lugares de direito, na família universal – este conhecimento inato não se “perde” nos seus corpos da terceira densidade. Espera-se, sinceramente, que os pais escolhidos por estas crianças e jovens, preservem e não deturpem, o grau de curiosidade destas crianças, que provém de uma sabedoria antiga.

26. Como podemos distinguir quando é intuição e quando se trata dos nossos próprios pensamentos? A intuição é uma reacção instantânea a uma situação nova, ou uma informação nova, e é mais uma sensação do que um pensamento “que surge”. Aquilo a que chamais “ um pensamento fugaz” pode ser intuição, mas se a impressão da situação ou da informação surge depois de uma pausa, e tem um foco mental claro, então é um pensamento. Ponderar ou analisar qualquer assunto, é o acto de pensar sobre isso. Podeis pensar que seja intuição, o sinal que vos motiva a reagir instantaneamente, de acordo com a vossa reacção espontânea, ou pensar, seriamente, a razão porque tiveram essa reacção – talvez uma medida que vos salva a vida ou uma mudança de emprego, respectivamente.

27. “Parece que estamos a ser confrontados, mais do que nunca, com os nossos assuntos “sombrios.” Há um ‘ponto morto’ para lidar com estes sentimentos, atitudes, emoções, adições, etc. ou devemos apenas ter conhecimento deles e simplesmente, deixá-los para trás, na medida em que evoluímos para a 4ª D? Esta contemplação vai directamente ao núcleo da dualidade da terceira densidade – o espectro das emoções humanas, das características e do comportamento – e as vidas múltiplas da alma para experienciar e ultrapassar as armadilhas da dualidade.

28. Embora possam dizer que há o ponto morto da morte, para contemplar a experimentação escolhida em cada encarnação, não há esse ponto morto dentro do continuum intemporal, onde as vidas múltiplas – as personagens de uma alma a experimentar, cada uma com o seu eu independente e inviolável – estão a acontecer em simultâneo. É difícil compreender uma coisa que não é recordada como uma experiência pessoal, e para a qual não há um quadro consciente de referência, como a vida sem tempo linear, e uma alma que abarca muitas personagens de alma independentes, mas devemos fazer o nosso melhor para explicar o que vós sabeis a nível de alma.

29. Na nossa galáxia, a Terra é uma das melhores escolas para aprender a lidar com a dualidade – é por isso que estais aqui. Por assim dizer, a graduação é a mestria dos muitos desafios da dualidade e a evolução para a 4ª dimensão, onde a dualidade não existe. Pode requerer, apenas, algumas vidas, ou muitas centenas de vidas, para que as personagens de uma alma tenham mais pensamentos, emoções, motivos e actividades com vibrações de luz, ou vibrações positivas, do que vibrações negativas ou das trevas.

30. Cada vida no mundo espiritual da Terra (que é o Nirvana), é uma preparação para a próxima incarnação da personagem da alma que se irá seguir. A alma revê a sua vida física mais recente e, durante esse processo, não só vê cada momento vivido durante essa vida, mas sente todas as emoções, bem como as emoções de todos com quem agiu. Dependendo de quão de perto a alma aderiu ao seu contrato de pré-nascimento com outras almas, que participaram nessa vida, podeis dizer que esse processo de revisão é o “céu” e o “inferno” das religiões.

31. Contudo, a revisão, como o karma, não é recompensa, nem castigo. É a avaliação da vida imediatamente vivida, no contexto de todas as vidas da personagem e determinação do que é necessário para preencher, ou reforçar, as fraquezas, no colectivo da experimentação. Pois que o objectivo de cada alma é a evolução espiritual, uma que esteja a ficar para trás pode pedir conselho a uma “alma antiga” sobre conhecimento avançado, e uma alma cuja revisão de vida seja vaga, será guiada por almas mais experientes, a fim de escolher o que necessita para a sua próxima personagem de vida.

32. Nos mundos do Espírito está-se ciente da Unidade de Tudo, e os conselhos e a orientação são dados com amor incondicional. Isso também é a base sobre a qual as almas concordam em partilhar uma vida, incluindo os que assumem os “papeis pesados,” que dão às outras almas a oportunidade de experienciar o que necessitam para o seu crescimento espiritual. Devido às almas serem inseparáveis e, além disso, funcionarem independentemente como personagens, a evolução de uma alma, contribui para a evolução de todas as almas. O contrário, a não evolução, também acontece, por isso, é do interesse de todas as almas, ajudarem-se umas às outras. Esta explicação da “motivação” é apenas para mostrar o desejo de cooperação das almas, porque o amor incondicional é muito mais do que a base dos acordos de pré-nascimento e orientação, é a verdadeira constituição da alma.

33. Com tanta abundância de amor, é lógico perguntar, como é que uma alma pode se tornar filiada das trevas. É por ter uma força de vontade enfraquecida e abdicar dos seus poderes divinos a favor de uma entidade que promete recompensas de fortunas e controlo, a troco de acções ditatoriais de ganância, de rudeza e de desonra. Essa entidade é conhecida como as forças das trevas, o vasto campo de forças dos pensamentos formas negativos, e uma alma que seja atraída por essas recompensas, alinha-se a si e às suas acções, com esses pensamentos formas, e cai do seu Começo na Luz, mergulhando nas trevas.

34. Então agora digo, a escolha de uma alma para iniciar cada vida física começa pelos pais, por razões genéticas, culturais e ambientais, e essa alma escolhe capacidades, talentos, interesses e traços de personalidade específicos – tudo aquilo que torna um indivíduo único. Esta composição, juntamente com as interacções pretendidas, com tudo aquilo com que estará a partilhar essa vida, torna-se no novo contracto de alma da personagem, e faz parte do acordo de pré-nascimento.

35. Um recém-nascido tem conhecimento pleno das provisões do contrato, mas esvanecem à medida que o bebé se ajusta às necessidades de um corpo denso, e ao condicionamento dado pelos pais. À medida que a criança cresce, a influência dos companheiros, dos professores e de outras figuras de autoridade chega à sua vida. Não só o bebé esqueceu tudo do seu contrato de alma, mas há uma pressão para agir de acordo com os níveis e expectativas dos outros. A alma mantém-se em contacto com a personagem através da consciência, da intuição, do instinto e da inspiração, e pelas aspirações que “dão cotoveladas” na personagem, ao longo do decorrer do contrato. Mas, na verdade, o desejo de expressar o livre arbítrio é forte e, dentro disso, residem os desafios da dualidade: Para que extremo do espectro se dirigem os interesses, desejos e objectivos da personagem? Para a Luz ou para as trevas?

36. Agora vamos colocar todos vós, e todos estes factores complexos, neste momento sem precedentes da Terra, na realidade, do Universo. Em resumo – porque isso foi completamente abrangido, nas mensagens anteriores – a Terra escolheu deixar a terceira densidade, mas como estava demasiado enfraquecida pela negatividade, para poder fazer isso por si só, pediu ajuda. Uma das formas de ajuda é a irradiação de energias divinas femininas, para equilibrar as energias masculinas que prevalecem há muito tempo e que foram a causa da negatividade. Esta situação de “trigo e joio” deixa-vos ver, claramente, a vossa própria imagem – a conduta dos outros torna-se num espelho para vós.

37. Há uma “janela” universal para a ascensão da Terra e ouve-se o trabalhar do relógio linear. A Terra tem a certeza que irá alcançar o seu destino atempadamente. Mas se vocês quiserem ir com ela, no vosso estado físico, tendes de concluir as vossas lições kármicas da terceira densidade, tal como escolhestes no vosso contrato de alma. Recordem que a alma toca a vossa consciência de acordo com o vosso contrato, e os sentimentos desconfortáveis que tendes sobre vós, são mensagens importantes. Longe de ser uma época de reconhecer apenas desconforto com as vossas atitudes ou comportamento, é uma oportunidade, com limites de tempo, para mudar essas atitudes e esses comportamentos.

38. Evoluir da terceira densidade para a quarta não acontece, simplesmente, porque estais no planeta, e porque o planeta está a ascender. A vossa evolução vem com o dirigir da consciência e da intuição, e de toda a outra sabedoria que a vossa alma vos está a dar, para vos alinhar com o vosso contrato. Ela vem com a introspecção, agir com honra, respeitar todas as formas de vida, discernir a verdade da falsidade, emular, mas não copiar, as pessoas que respeitais, e não julgar os outros. Vem com o reconhecimento e o sentir-se agradecido por todas as bênçãos da vida, perdoar a vós próprios e aos outros pelas injustiças reconhecidas. Vem com o viver de coração, o assento da vossa alma.

39. Nunca estais sozinhos na vossa jornada de auto-descoberta e de evolução! Os anjos, os espíritos guias e os espíritos livres, as almas bem amadas do Nirvana, as almas das civilizações avançadas espiritualmente, e a energia da Consciência de Cristo, manifestada como Amor e Luz, e que é inultrapassável em poder – são os braços infinitos de Deus, que estão sempre convosco.

______________________________________

AMOR e PAZ

Suzanne Ward
Website: The Matthew Books

[Se receberem esta mensagem e desejarem receber as mensagens futuras directamente, em Inglês, por favor, sigam as instruções publicadas no alto da página Matthew’s Messages em www.matthewbooks.com.

Amusing to Profound—My Conversations with Animals e a série dos livros de Matthew podem ser encomendados na Book Shop do mesmo site. And Then God Said…Then I Said…Then He said…pode ser encomendado em www.awakenedhearts.com/books2.htm.]


Would you like to comment on this message? Send us an e-mail! If we find it appropriate, we will place it under this message.
If you would like to receive an e-mail from us when there's a new message from Matthew,
please let us know and we'll add you to our mailing list.

Galactic Channelings

Create Your Badge